4 Questões para Maud Thuaudet e Thierry Fournier

O Propósito

Maud Thuaudet é vice-presidente de Estratégia do Grupo Saint-Gobain. Thierry Fournier é vice-presidente sênior da Saint-Gobain e CEO da região da América Latina. Juntos, eles falam sobre o propósito da Saint-Gobain, as suas consequências para a estratégia de crescimento do Grupo e também para a construção de um futuro mais sustentável.

Nosso Propósito é como uma bússola. Em termos reais, como ele servirá as ações do Grupo?

Thierry Fournier: Este Propósito nos dá sentido em todos os níveis de negócios da empresa. Isso nos torna mais conscientes do por que trabalhamos e com o que contribuímos. Isso nos ajuda a definir onde devemos concentrar os nossos esforços e facilita a tomada de decisões no dia a dia. Hoje, enfatizamos a natureza sustentável dos nossos negócios como uma prioridade muito alta, pois reflete o compromisso do nosso Grupo em neutralizar as emissões de carbono até 2050.
 
Maud Thuaudet: Verdade e isso nos permitirá ir mais rápido e mais longe. Qualquer pessoa poderá de se questionar: “Como eu posso contribuir para o nosso Propósito?” “Como eu posso ir mais longe no que eu faço?” Para o Grupo, significa liberar energia para co-construir com as equipe de soluções em campo.
 
Thierry Fournier: Com o nosso Propósito claramente declarado, nós já demos nome à direção que havíamos começado a tomar. Apenas alguns exemplos: promovendo a construção de drywall em toda a América Latina, nos nossos esforços de reciclagem, na otimização contínua de nossas fórmulas, aumentando o uso de energia de baixo carbono e reduzindo constantemente as perdas em nossas fábricas. Tudo o que fazemos está na direção do nosso Propósito “Make the World a Better Home”. 
 
Maud Thuaudet: Em relação às aquisições, mais do que nunca, estaremos acompanhando as emissões de carbono das empresas, sua política social e os compromissos com os colaboradores. E agora, como eles podem contribuir com o nosso Propósito. O mesmo se aplica à NOVA, que cuida das relações com startups. 
 

O Propósito será aplicado da mesma maneira em todas as regiões onde o Grupo atua?
 

Maud Thuaudet: Não. Essa é a beleza deste Grupo: cabe a cada um adaptá-lo aos seus desafios. A Europa está muito focada neste momento na proteção ambiental. E é óbvio em um país como a Índia, onde as questões sociais são cruciais, talvez até mais do que o desenvolvimento sustentável, embora isso ainda seja muito importante lá. Cada um terá permissão para colocar em “casa”, sua própria definição refletindo os desafios específicos. 
 

Como é possível articular crescimento com sustentabilidade?
 

Thierry Fournier: Na verdade, o desenvolvimento sustentável é um grande motor de crescimento saudável para a Saint-Gobain. Embora fosse uma questão humanitária e planetária no início, tornou-se uma questão de mercado inevitável atualmente. Afinal, é o que está impulsionando os governos e os envolvidos socioeconomicamente. Os consumidores, o mercado e cada um de nós. Não pode haver crescimento sem que incorporemos a questão do desenvolvimento sustentável no nosso dia a dia.   
 
Maud Thuaudet: Sim. Nossos dois pilares de crescimento são a sustentabilidade e a performance. Um está ligado ao outro. Ao buscar soluções sustentáveis para os nossos clientes e para nós, nossas fábricas e pontos de distribuição, caminhamos na direção de soluções cada vez mais eficientes. Reduzindo o nosso consumo de energia, matéria-prima e água, produzindo produtos mais leves, em parceria com os nossos clientes e desenvolvendo a economia circular. Um passo de cada vez, nós estamos nos tornando mais competitivos, nos destacando mais e sendo ainda mais capazes de vender os nossos produtos e soluções. 
 
Thierry Fournier: Nós temos o dever de reduzir o nosso impacto ambiental e contribuir para a solução do problema. Nós todos temos as ferramentas necessárias para isso.
 

Como você se prepara hoje para a sustentabilidade de amanhã? Nosso Propósito ainda será relevante daqui a 20 anos?
 

Thierry Fournier: Para ser honesto, pouco provável que não seja. Mas se a sua próxima pergunta fosse “À luz da nossa visão de mundo atual, o que nós precisamos fazer nos próximos 20 anos para garantir que o Grupo seja mais eficiente e sustentável?” Minha resposta imediata seria que nós já estamos fazendo isso. Não há a menor dúvida sobre isso hoje. Mas também temos que nos adaptar à realidade do mundo ao nosso redor. Quero dizer, quem teria pensado há seis meses que o mundo teria mudado tão rapidamente?  
 
Maud Thuaudet: Eu estou convencida que o nosso propósito permanecerá válido, porque as pessoas ao redor do mundo acreditam muito na questão da mudança climática, especialmente os mais jovens. O desenvolvimento sustentável é uma tendência fundamental que estamos encontrando em todos os nossos clientes e investidores que desejam cada vez mais saber como nosso portfólio de soluções pode contribuir para os seus negócios. 
 
Carregando... Aguarde